Economia Evolutiva – The Unicist Research Institute


Brasil: Desenvolvimento impulsionado pela Microeconomia

Projeto transgeracional de 50 anos

Convidamos organizações internacionais, organizações estatais, empresas privadas, organizações sem fins lucrativos e indivíduos a participarem de um projeto transgeracional de 50 anos para estabelecer estruturas econômicas sustentáveis que promovam o crescimento e o bem-estar enquanto minimizam o surgimento de crises. Esta é uma atividade sem fins lucrativos que precisa ser financeiramente auto-sustentável para garantir a evolução do projeto por 50 anos.

 

Economia Evolutiva Unicista

A economia evolutiva introduzida por Thorstein Bunde Veblen tentou modificar a economia, colocando o foco no desenvolvimento social e na sustentabilidade. Infelizmente, a ausência de um modelo que permitisse entender e administrar a evolução transformou a economia evolutiva em um enquadramento utópico.

Economia Evolutiva UnicistaA descoberta da ontogênese da evolução, que introduziu Peter Belohlavek, forneceu o modelo necessário para recuperar a economia evolutiva para manejar a sustentabilidade da evolução econômica baseada no uso da economia do conhecimento e o desenvolvimento impulsionado pela microeconomia.

É preciso ter em mente que, em uma abordagem evolutiva, a microeconomia impulsiona a evolução, enquanto a macroeconomia estabelece a estrutura necessária para o desenvolvimento social.

A iniciativa microeconômica é perdida quando a macroeconomia tenta ser o condutor da evolução. As economias impulsionadas pela macroeconomia são apenas funcionais em estágios de transição quando procuram evitar o caos extremo.

 

Abordagem Evolutiva Unicista

O Alcance dos Projetos

Existem quatro países que podem ser considerados exemplos paradigmáticos da evolução impulsionada pela microeconomia: EUA, China, Japão e Alemanha. É preciso entrar na profundidade de seus comportamentos econômicos para descobrir que eles são movidos pela microeconomia, mesmo que seus arquétipos e comportamentos culturais sejam significativamente diferentes.

Os projetos iniciais que são promovidos são:

  • Argentina: para promover o desenvolvimento estável e sustentável (acesse)
  • Brasil: para impulsionar os segmentos emergentes de sua economia
  • España: para melhorar sua integração econômica (acesse)
  • Reino Unido: para desenvolver a economia pós-Brexit (acesse)
  • Ucrania: para desenvolver a globalização sustentável (acesse)

A próxima etapa consiste em expandir esse projeto em países totalmente dependentes do petróleo, da mineração ou da agricultura.

 

O Enquadramento

The Nature of DemocracyEste projeto está baseado na existência de democracia econômica. Sugerimos que você acesse o documento sobre a natureza da democracia para conhecer o contexto do projeto.

O projeto para desenvolver economias sustentáveis ??usando a abordagem de desenvolvimento impulsionada pela microeconomia está baseado na economia evolutiva. A abordagem da economia evolutiva está baseada nos desenvolvimentos da Ontogênese da Evolução, a Antropologia Conceitual Unicista, e a Economia Conceitual Unicista de Peter Belohlavek que podem ser encontrados na Biblioteca Unicista de Causas Raiz (Unicist Root-Cause Library).

Utiliza o conceito da economia do conhecimento para promover o segmento emergente de sociedades que, embora represente menos de 5% da atividade, leva a toda a economia a um nível mais alto de produtividade e bem-estar.

Usa o conceito da 4ta Revolução Industrial para promover os processos industriais adaptativos (seja qual for a indústria), a orientação ao cliente, uma produtividade superior e uma qualidade superior para garantir a participação em processos de globalização sustentáveis.

Estrutura do Desenvolvimento impulsionado por Microeconomia

Promovendo Raciocínio Abdutivo para Incentivar a Expansão

A abordagem evolutiva unicista está baseada na descoberta de que as ações humanas são guiadas pelos conceitos que as pessoas têm em suas mentes, que são ativados pela memória conceitual de curto prazo (CSTM).

Esta abordagem maneja os conceitos e fundamentals do que está sendo feito, emulando a inteligência, a organização e a evolução da natureza para desenvolver estratégias de máxima para crescer e estratégias de mínima para sobreviver.

Usa o raciocínio abdutivo, indutivo e dedutivo para prever, produzir e garantir resultados. O raciocínio abdutivo é usado para acessar os conceitos das coisas e definir as possibilidades do que pode ser alcançado, o raciocínio indutivo é usado para desenvolver testes destrutivos para confirmar os limites da validade do conhecimento e o raciocínio dedutivo é usado para desenvolver testes de validação e manejar a operação.

Abordagem Evolutiva Unicista

 

O Projeto

O desenvolvimento impulsionado pela microeconomia é, por definição, um projeto de “baixo para cima” (do inglês, bottom-up) que promove o aprimoramento da pertença cultural, o valor do trabalho, o valor da aprendizagem e a incorporação da ética da segunda oportunidade. É um projeto transgeracional de 50 anos que está baseado em aproveitar as revoltas adolescentes para introduzir os valores mencionados que são evidentes quando a evolução é um valor instalado..

Unicist Conceptual EconomicsA abordagem bottom-up melhora o desenvolvimento econômico, o que requer o manejo dos conceitos do que está sendo feito para evitar ações caóticas que anulam a funcionalidade dos mesmos.

A conceituação e a abordagem bottom-up são necessárias para a gestão dos processos evolutivos, a economia do conhecimento e os conceitos da 4º Revolução Industrial.

O projeto é gerenciado por think tanks, fundações e voluntários locais.

Este projeto é proposto aos países que, por algum motivo, precisem entrar em uma nova etapa impulsionada pela microeconomia para desenvolver um crescimento estável e sustentável.

 

Papéis incluídos no Projeto

 

1) Empresas Privadas

O projeto é desenvolvido em países onde a sustentabilidade de longo prazo depende dos governos e não está instalada na inteligência coletiva ou na organização do Estado.

O que se propõe é que as empresas privadas adotem a abordagem evolutiva unicista que emula a inteligência da natureza. Por um lado, isso permite desenvolver estratégias de máxima para crescer e estratégias de mínima para garantir a sobrevivência.

Por outro lado, permite o desenvolvimento de estratégias de curto prazo e estratégias de longo prazo que impulsionam o crescimento e a lucratividade.

Essas empresas participam como patrocinadoras do programa, introduzindo a abordagem evolutiva unicista. Não há custos envolvidos para as empresas, mas sim sua participação em um grupo que monitora a evolução do projeto..

 

2) Pesquisa e Inovação

Incentivar a pesquisa e a inovação no segmento emergente de uma economia requer que os programas educacionais para os graduados sejam orientados para a ação, o que implica a introdução da pesquisa como um direcionador da aprendizagem.

Também exige leis de patentes para expandir os aspectos patenteáveis, seguindo a tendência das leis de patentes mais flexíveis do mundo desenvolvido.

A proteção da propriedade intelectual requer a garantia da funcionalidade do sistema judicial. O incentivo das atividades de pesquisa, baseado no ROI de longo prazo de P & D, é um catalisador que limita ou expande essas atividades.

 

3) Educação

O objetivo na educação é estabelecer um padrão superior que permita gerar líderes que administrem o planejamento de longo prazo para promover uma evolução estável da cultura baseada em uma identidade forte que permita a participação no mundo globalizado.

Está baseado na promoção da rebelião adolescente por meio da promoção de ações materiais impulsionadas pela reflexão unicista, ação-reflexão-ação, que permite aos adolescentes se oporem ao establishment por meio da ação.

Isso é promovido por atividades extracurriculares baseadas na gestão do pensamento crítico, que promove ações, e no pensamento dialético dual, que nos permite administrar a dinâmica das coisas. Esses processos são suportados por interfaces com inteligência artificial unicista.

 

4) Mercados de Capitais

Uma parceria total entre capital e P & D é proposta para promover que os capitais procurem as inovações não que as pesquisas precisem buscar capital. Isso implica promover os seguintes papéis financeiros privados ou públicos:

Angel/Seed Funds: que deveriam fornecer o conhecimento comercial necessário para passar de empreendimentos individuais para empreendimentos organizados.

Venture Capital: que deve fornecer conhecimento de negócios para passar de um entrepreneuring para uma organização de negócios, onde a organização funciona como um sistema.

Private Equity: deve fornecer estratégias financeiras adequadas para sustentar o crescimento com base na funcionalidade do negócio que permite expandir seus limites.

As atividades financeiras que promovem o trabalho autônomo não fazem parte deste projeto.

 

5) Globalização Sustentável

Globalizar significa expandir limites. A expansão de limites implica, necessariamente, uma concorrência ativa para poder influenciar no meio.

Requer gerar o valor agregado necessário para influir no meio para ser aceito. A globalização sustentável é uma globalização estruturada que estabelece um espaço comum onde a concorrência  é equilibrada pela cooperação ativa.

A cooperação permite promover as possibilidades de melhorar o papel dos participantes.

É necessário ter poder diplomático, o que implica integrar os esforços que permitem catalisar e defender os valores de uma cultura para exercer influência sempre que for possível.

 

6) Desenvolvimento de Liderança

Este é um programa desenvolvido pelas organizações que manejam e operam o projeto, o que proporciona sua sustentabilidade financeira.

Dá acesso ao manejo da conceituação que permite o desenvolvimento de estratégias pessoais de curto e longo prazo.

O conhecimento da estrutura dos conceitos do que está sendo feito, dá a liberdade de escolher entre diferentes alternativas de ação sem perder o foco no propósito que busca ser alcançado.

O programa fornece ferramentas lógicas que permitem levar as estratégias pessoais a um nível superior.

Dá acesso aos aspectos centrais da abordagem estratégica unicista aplicada ao uso pessoal e comercial.

 

7) Opinião Pública

Os valores de uma cultura podem ser lidos nas entrelinhas e atrás das imagens das capas dos jornais e os sites da Internet.

Incentivar a pertença cultural, o valor do trabalho, o valor da aprendizagem e a instalação da ética da segunda oportunidade só funciona se for instalada na opinião pública.

Implica desenvolver ações que gerem o reconhecimento de líderes genuínos, promovendo a igualdade de oportunidades para todos.

As ações no campo da opinião pública dependem totalmente das características do meio e estão focadas na mídia impressa e eletrônica e no uso das redes sociais.

 

8) Laboratório Social

O Laboratório Social mede a funcionalidade do quadro de desenvolvimento impulsionado pela microeconomia e nos permite administrar o horizonte de sua evolução.

Os processos sociais são dinâmicos e evoluem impulsionados pela evolução de seus participantes. A evolução nunca é simétrica, seja qual for a razão que gera a assimetria.

A medição da evolução é feita usando o scorecard unicista que estabelece as medidas quantitativas da dinâmica da economia.

O scorecard unicista foi desenvolvido para monitorar e interpretar a funcionalidade do campo unificado da mídia adaptativa. O scorecard inclui: 1) Indicadores operacionais, 2) Indicadores causais, 3) Preditivos unicistas.

 

Saiba mais:
https://www.unicist.net/economics/technologies/